domingo, 14 de junho de 2009

Desapego

Quando descobri a ineficiência das tonalidades,
Percebi que o namoro entre luz e treva ressuscita nas complementares.
Quando rasurei sem água o traço,
Assassinando o limite da matemática sem frações,
Despertei do ventre onde havia me enforcado;
Não se finda o grito de um metal,
Invade o outro sem compromisso,
Cessa-se assim que alma o permite.