quinta-feira, 23 de abril de 2009

Processo Infeccioso

Bem que me distraí,
Fugi do que vi em mim;
Apará por acaso,
Prosa, verso e outras coisinhas mais,
Abandonei a usura do homem que vê direito na propriedade
Mesmo distante da posse de si mesmo,
Paralelo ao princípio que de mim é só o que me volve.

Mais do que distrair-me,
Não contive a gana de despedaçar-me.