quarta-feira, 15 de abril de 2009

Ponto de Desconstrução

O fio da meada,
Pronto para ser puxado com gosto e desejo...
Que fio?
Que meada?
Quanto desintegrar para que a coisa ainda seja a coisa?