sábado, 28 de março de 2009

Ouvir

Não jogue consigo mesma, a metade que perde também é sua:
As raízes arremessadas ao céu,
A tentar nutrir-se do infinito,
Jogando ao chão a copa a ser resolvida na abstração de alguém,
São suas.

Não morra de fome,
As pétalas nem caíram,
A luz nem lhe beijou,
Nenhum casal se recostou para que os protegesse,
Nenhum ermitão chorou além daquela que os seus olhos jamais buscaram.