quinta-feira, 12 de fevereiro de 2009

Pimenta-Preta

Se fosse por toda a vida,
Adormeceria neste destino probante
Para não mentir ao teu impulso primal;
Os teus lábios a conduzir-me,
A apagar a maquiagem sobre as cicatrizes,
Despertam a dúvida além da mulher.

Faço-te filho assim que imaginas ser homem,
O homem dono
Quando só homem parte-
Assim és meu e para mim
Enquanto crês nos teus gestos...
Enganas-te e não te engano:
Faço do teu engano verdade
E da minha verdade princípio
Acoitado na graça dos meus seios e cheiro.