terça-feira, 3 de fevereiro de 2009

Fadas e Demônios

Era uma vez, nada:
Uma vez nada,
Ou quantas vezes desejar-
Dá no mesmo.

Era uma vez, o amor
De um capítulo pelo anterior;
O resquício do abstrato encantou a carne momentânea...
O que se há de fazer?