sábado, 10 de janeiro de 2009

O Coração de Pedra de Louise Brown

Estou onde anjos morrem de fome após devorar as pontas dos próprios dedos-
Sussurram famintos e morrem.
Ontem vieram alguns homens vestidos de deuses da loucura
A tentar animar a todos,
Mas todo esse azul é de mentira,
Apesar dos desejos nas mentiras ser verdade.

Todo esse amor é vaidade,
Ninguém se pinta por reflexos;
Até no reflexo há alguém.