quinta-feira, 22 de janeiro de 2009

A Grande Mãe

Eu te amo por cuspir no arquétipo da mãe impossível;
Ceres e Maria,
Ísis e Cibele.
Ademais,
Sabes brincar como ninguém
Com a mediocridade que habita os espíritos de quem o carrega.