sexta-feira, 16 de janeiro de 2009

Ciranda

Eu poderia considerar um absurdo,
Ademais,
Declamar a nobreza de espírito do ser,
Mas o povo quer ver a cara do morto
E as suas tripas colorindo o asfalto;
Que seja dado um desconto para a curiosidade,
Pois esta monotonia merece uns flagelos,
Vez ou outra,
Esmagados num acidente de percurso.