sábado, 24 de janeiro de 2009

Causos Trevosos

Estou sem tempo pra pintar o que no mundo que andam pintando,
As necessidades que andam necessitando
E as mentiras que andam mentindo:
Mal me resolvi,
Sem mim não resolvo o resto.

Essas coisas todas interligadas,
Essas fibras que apodrecem e se partem aqui e acolá,
Continuam vibrando se um pedaço podre,
Eu,
Partir-se por si só para tornar-se mais oitenta e seis quilos de lixo...

Quem se importa se não for para afirmar a dignidade do próprio ego?