segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

Zé Brasileiro


Sou mais um Zé Brasileiro,
Daqueles que acreditam no fim desse puteiro;
Um motivo de chacota, o iludido,
O dito idiota, um bandido.

Sou mais um Zé Brasileiro,
Daqueles que rimam a pobreza, um farofeiro;
Um elogio à ignorância, o despido,
A aversão à ganância, um fodido.