sábado, 14 de junho de 2008

Fragmento de Peito Vazio

Sabe, alguns dias não deveriam acontecer, principalmente os que antecedem datas importantes, como a de amanhã, quando devo entregar um projeto de bicicleta na firma: fico nervoso, expectante e amedrontado com os meus desenhos que serviriam de conceito, mas tento queimar etapas para oferecê-los à linha de produção de um novo planejamento estratégico. Se eu conseguisse, dormiria por trinta e duas horas seguidas até o momento de sair de casa para ofertar-me aos leões, mas o domingo me desperta como uma obrigação, talvez por algum advento orgânico, portanto, para não procrastinar a sonolência sobre a cama, tomo um banho gelado, logo cedo, a fim de realizar algum exercício físico matinal e estar disposto a dormir por volta das dez horas da noite (...)