sábado, 21 de junho de 2008

Aconteceu

Se te perdes no caminho,
Entregas-te à culpa da solidão,
Como posso ajudar-te?

Se me questionas impositiva,
Transformando carência em ócio,
Como posso mostrar-te o que, aparente, aguarda-te?

São doze os dias que restam
E, destes dias reveladores,
Nenhum explicará o que aconteceu.