domingo, 23 de março de 2008

Os Três Segundos: uma concepção junguiana do engano de Alfredo

[Sensação]

Um aroma cítrico!

[Intuição]

É limão, como a balinha que Eleonora gosta.

[Pensamento]

Ela está aqui!

[Sentimento]

Ai, estou nervoso!

[Pensamento]

Acalme-se, pois assim parecerá um imbecil.

[Arquétipo]

O conquistador.

[Símbolo]

Pênis.

[Sombra]

Irei atacá-la violentamente e enfiar meu caralho duro na xoxota dessa cachorra safada.

[Persona]

Contenha os instintos.

[Arquétipo]

O amável.

[Símbolo]

A virgem.

[Ego]

Sou amável.

[Pensamento]

Amabilidade é interessante para conquistá-la.

[Arquétipo]

Bicha.

[Símbolo]

Homem travestido.

[Sombra]

Eu quero sexo! Eu quero gozar dentro dela!

[Persona]

Contenha os instintos.

[Pensamento]

Não seja tão amável, porque ela pode pensar que você é bicha.

[Intuição]

Equilibrar o conquistador com o amável me trará resultados positivos.

[Ego]

Sou equilibrado.

[Sombra]

Mame naqueles seios, sugue aquele clitóris e a faça engolir o seu caralho!

[Persona]

Contenha os instintos.

[Self]

Meu equilíbrio.

[Ego]

Sou equilibrado.

[Persona]

Calma, aguarde a chegada de Eleonora.

[Sensação]

Ninguém no espelho.

[Intuição]

O espelho reflete quem está dentro da loja.

[Pensamento]

Ela não está aqui.

[Sentimento]

Frustração!

[Sonho]

Eu transei com ela.

[Sombra]

Eu preciso ser decisivo e foder com ela!

[Pensamento]

Estou impressionado com ela.

[Ego]

Sou forte e não me abalo com desilusões.

[Pensamento]

Não estou bem... Estou fraquejando em desilusão.

[Intuição]

Essa cara vai dar na vista.

[Persona]

Esconda-se.