sábado, 14 de julho de 2007

Preservação da Imagem



O que está havendo comigo?
Nunca na vida fui tão preciso
Em uma frase apenas para ser
Um acessório a me entreter.

O que está havendo com tudo?
O meu espírito ainda é ludo
E sorri desta falta de objetivo
Coletivo na aparência dos vivos.

Por que nenhum brasileiro se alegra em ser peça
A definir-se como parte sem que se entristeça?
Devem ser os antropocentrismos religiosos ou morais
Que nos impedem de ver que somos iguais (...)
Ao lodo,
À fauna e flora,
Ao lixo,
À luz...

Construir abstrações para provar sozinho é muito bom,
Mas utilizar espelhos de prazer e ter ciúmes é estranho!

Somos tão estranhos que largamos o procedimento
Para sorrir à família mesmo que precisemos esmurrar o vizinho
A tentar sorrir para a câmera também.

A lei da evolução para a preservação da imagem?

O que está havendo comigo?
O que está havendo com tudo?