quarta-feira, 11 de julho de 2007

Coisa Ridícula



Embora toda a arte não deva ser banida,
Este ladrillhamento não me parece vida;
Pelo menos aquela que se propõe viva
E atacada pelo trishula afiado de Shiva.

A destruição é a mãe da transformação?
Então por que mantém um discurso vão,
Vago até que se concretiza em cotidiano
Inútil para a utilidade de um presente fútil?