quarta-feira, 4 de julho de 2007

Ana Clara



Quinhentos quilômetros ao sul de Trípoli;
O Saara traz uma ventania que não me nutre
E lá está ela,
Serena e alva.

Meus pés descalços borbulham em queimaduras,
Mas persisto em alcançá-la
No impureza do que sou.

Não sei se o oásis que a banha existe,
Entretranto expulso as minhas forças mortais
Que já não mais disponho
Por estar há três meses em andança,
Alimentando-me pela sorte
Quando encontro alguma caravana).

Ó, Deuses do deserto,
Digam-me se este é o caminho correto!
Ó, minha eterna Afrodite,
Ajude-me a alcançá-la n'alma!